Em defesa da infância e do brincar

Pouco tempo pra ser criança e a vida inteira para ser adolescente, não é isso que vemos cada vez mais por ai? O fato é que todas as mudanças culturais e sociais que vêm ocorrendo, provocaram alterações expressivas em nossas vidas, inclusive de nossas crianças, fazendo-as abandonarem a infância muito cedo. Por outro lado, a Leia mais… »

O amor é a soma de duas faltas

Já ouviu dizer que o amor nos completa? Já parou pra pensar o que isso de fato significa e o que estaria em falta para que precisasse ser preenchido? Bem, se há o que completar é porque há algo incompleto ou em falta concordam? E se é o amor que completa, ele poderia ser a Leia mais… »

Os birrentos cibernéticos

Tenho lido e escutado muito que a faixa etária média do usuário do Facebook tem aumentado. Os mais jovens estão buscando outras redes sociais, enquanto os adultos (pre)dominam cada vez mais. Poderíamos até pensar que esse aumento da idade provocasse então uma elevação do nível de maturidade, mas não é isso que constato. Tenho mais a impressão Leia mais… »

5 feridas emocionais da infância que podem persistir na idade adulta

Embora não seja regra absoluta, não podemos negar que nossa infância e primeiras experiências afetivas podem influenciar na maneira como lidamos com os relacionamos posteriores e na leitura que temos das coisas que acontecem ao nosso redor. As boas e más experiências infantis afetam sim nossa qualidade de vida quando adultos. Influenciam também, depois, em como trataremos nossos filhos tanto do Leia mais… »

Quais seriam os limites de um terceiro na educação dos filhos?

Em uma bela tarde de domingo, dia de descanso para a maioria das pessoas, almoçavam pai, mãe, bebê e sua babá. Para uma família tradicional, um dia comum. Para um casal contemporâneo, acostumado ao entretenimento incondicional e ininterrupto das redes sociais e smartphones, uma ótima oportunidade para inverter os papéis. Ficava a cargo da babá, Leia mais… »

A mãe desnecessária

A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo. Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase, e ela sempre me soou estranha. Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e Leia mais… »