O dor da traição – Exclusividade e possessividade

Escutei de alguém que quem sofre por ter sido traído apenas demonstra um sentimento de possessividade, pois a pessoa que foi traída se sente ferida por achar que o outro lhe pertence, por acreditar que ele não teria o direito de viver outros amores, que ele seria sua propriedade. Escutei e refleti. E concluí que Leia mais… »

Afinal, por que fazer análise?

O paciente de Freud, apesar da conotação passiva que o termo carrega, não é qualquer paciente. Ele é o mesmo analisando de Lacan, ao qual confere ao sujeito em processo analítico sua própria responsabilização e ação de “fazer análise”, assim chamando-o de analisando, este atribuiria ao analista, como função, o lugar daquele que supostamente apreende Leia mais… »

Solta-te

Quando lamentas não vives Fechas os olhos diante do frio do seco, do áspero, do escorregadio da graxa, da luz, do breu do indisposto, do inerte, do bruto do desfeito, do insano, do corte Acabas te encolhendo num mundinho de coisas eleitas o conhecido que não aceita o novo o mesmo que rejeita o outro Leia mais… »

Porque só se ama uma vez

Aquela mulher de pele parda, cabelos e olhos escuros, dialogava com a outra, de pele branca, mas encardida, o cabelo amarelado imitando o estilo das ladies. A parda tinha uma pintura forte na face como a de quem vai pra guerra. Nos olhos havia um largo risco preto que passava do limite do olhar.Na boca, Leia mais… »

Abrindo o “baú da vovó”: a coragem de olhar dentro de si mesmo

Há poucos dias atrás, não me sentia muito bem. Tinha um conflito com alguém de quem gosto muito e muita dificuldade de compreendê-lo. Sentia-me triste, até mesmo angustiado e também muito cansado. O conflito com essa pessoa me doía muito, doía até demais, tanto que percebi que não poderia ser algo ligado unicamente à pessoa Leia mais… »

Em defesa da infância e do brincar

Pouco tempo pra ser criança e a vida inteira para ser adolescente, não é isso que vemos cada vez mais por ai? O fato é que todas as mudanças culturais e sociais que vêm ocorrendo, provocaram alterações expressivas em nossas vidas, inclusive de nossas crianças, fazendo-as abandonarem a infância muito cedo. Por outro lado, a Leia mais… »