Ei, você. Na psicanálise, não há conselho, há avesso

Por Claudio Barra de Castro Uma das mais importantes constatações de Freud foi de que a subjetividade humana é estruturalmente constituída por uma trama de palavras, feita fio a fio. Nenhuma subjetividade pode ser sustentada se não existir um emaranhado de palavras sobre as quais pode fluir. Como a circulação das palavras só pode ocorrer Leia mais… »

Para além de nós mesmos: Narcisismo e Modernidade

Por Claudio Barra de Castro Vivemos em tempos narcísicos. Sobre isso não há dúvida. Nossa época se apropria da imagem para vender mercadorias, a sociedade do espetáculo, e, condicionado a esse modelo, impulsiona um modo de relacionamento social em que a própria imagem fala por si, em que o corpo vira um meio de troca Leia mais… »

A Metáfora e a Metamorfose Ambulante

Por Claudio Barra de Castro “Prefiro ser Essa metamorfose ambulante Eu prefiro ser Essa metamorfose ambulante.” Em 1973, Raul Seixas lançava a música Metamorfose Ambulante, a qual continha os famosos versos apresentados acima. Essas duas palavras que dão título à música, ainda mais por estarem em articulação, me interessam sobremaneira. Metamorfose, no dicionário, tem como Leia mais… »